top of page
  • Foto do escritorWeb3Edu Brasil

Como a Priorização é Importante para Concluir Atividades Dentro do Backlog


Product Manager

🧠 Artigo escrito por Bernardo Nery, Product Manager, entusiasta por tudo relacionado ao mundo cripto.



Backlog
https://www.freepik.com/free-photo/business-people-are-brainstorming_18411516.htm#query=priority&position=12&from_view=search&track=sph

Um dos ensinamentos principais para um empreendedor é como manter sua prioridade no foco para atingir melhores resultados. Aqui falarei das minhas atividades em empresas e equipes pequenas.


Um dos principais desafios encarados por times pequenos e enxutos são as possibilidades de mudança de desenvolvimento e entregas de projetos e produtos. O que mais acontece é, durante uma sprint de desenvolvimento, o time define o que são prioridades para a entrega, e começa a fazer o desenvolvimento do que está no planejamento.


Muitas vezes, durante a sprint o time começa a focar em alguma outra atividade do mesmo projeto inicial que não estava previsto para essa sprint. Isso acontece devido a dois problemas:


1 — Necessidade de execução pois é uma etapa que deveria ter sido concluída para começar uma que foi posta como prioridade.


2 — Time perdeu o foco e começou a fazer o que queria.


No primeiro caso, tudo bem, vai rolar um replanejamento e ajustar a entrega. Já no segundo caso, geralmente o que deixava isso ocorrer eram justamente a falta de prioridade da entrega. Isso não pode acontecer.


Algumas poucas pessoas, tem a capacidade de fazer muitas coisas simultâneas… como Mozart, ele compunha várias músicas simultaneamente, diferente de quase todos os compositores contemporâneos a ele. O ponto é que, você pode lidar com muita informação, mas são raras pessoas que conseguem manter esse foco em várias atividades simultâneas, o que prejudica o rendimento e acaba não avançando no seu objetivo.


Esse fenômeno é sem dúvida algo que atrapalha muito, e faz você perder o que não deveria… Tempo.


Para as equipes que trabalho, eu gosto sempre de revisar as sprints semanalmente para que possamos ver e revisar as prioridades. O que acontece é que com equipes menores, a velocidade de mudança é muito rápida, e tudo o que está previsto para acontecer é alterado em questão, algumas vezes, de minutos. Fazendo essa revisão, conseguimos entregar muito mais do que quando estávamos sem organização e priorização do backlog.


Para trazer essa prioridade, geralmente faço reunião com a equipe de gestão, para entender o que está no nosso roadmap (esse também sofre alterações) para entrega mais rápida. Fazendo com que a próxima sprint seja efetiva e de fato executamos o que temos planejado. Por exemplo, quando tivemos que alterar o nosso roadmap por conta de um hype que o nosso mercado teve… Tivemos que parar o desenvolvimento de ferramentas do site para poder atender essa demanda que surgiu repentinamente. Essa alteração foi rápida, mas poderia trazer uma série de inseguranças para a plataforma se executada de uma forma inadimplente, o que não aconteceu.


A gestão dessas prioridades fica cada vez mais difícil. Para projetos que estão começando, não é fácil ter esse contato com o mercado, pois tudo parece ser prioridade, e para ontem. Mas nessa loucura, tem como criar novas features e priorizar o que deve ser entregue. Então se seu time está começando agora, e você é o encarregado do produto, não se assuste, esse caos é estressante, mas depois se torna prazeroso.


Para facilitar sua experiencia tem alguns métodos de priorização que você deve saber para não entrar em casos de perda de foco e prioridade.


Aqui estão eles:



MoSCow


MoSCoW é um framework que você precisa identificar a prioridade com base nas necessidades de que acredita que a sua solução precisa/necessita. Então você precisa levantar questionamentos para elencar a ordem de prioridade de execução.


Must Have — É algo crítico para o produto, então é obrigatório ter para entregar o valor do produto.


Should Have — É importante para o produto, mas não algo que seja vital, e algo que entrega valor, mas não é obrigatório ter.


Could Have — Seriam as aplicações “nice to hace” (legais ter), mas não algo que complemente significativamente o valor que o produto entrega.


Won’t Have — Não vamos fazer, pelo menos por enquanto. É algo que pode agregar valor, mas agora não é tão importante.


Pode ser elencando em forma de uma planilha, onde existem atividades e elas são priorizadas.


Imagem que ilustra um pouco como a metodologia funciona:


MoSCow
Exemplo do MoSCoW para exemplificar aqui como usar no dia a dia.

A MoSCoW deveria ser uma atividade feita em conjunto, para o time entender quais são as prioridades da empresa e o que deve ser feito.


Matriz de Eisenhower adaptado:


Aqui é uma adaptação para priorização de atividades, usando a Matriz de Eisenhower, só que adaptando as inforações dos eixos X e Y. No eixo X analizaremos a “Certeza da Iniciativa”, onde proximo ao 0 temos um produto mais especulativo, e quando mais cresce a direita temos mais certeza do desenvolvimento. No eixo Y temos o grau de “Oportunidade”, mais proximo do 0 é baixo, e conforme cresce tem uma alta chance de a oportunidade de se concretizar é real. Aqui olhamos em uma ótica do que é mais voltado para Oportunidade X Certeza.


Então, vamos ao gráfico e ao exemplo:

Matriz Eisenhower Adaptada
Exemplo de Matriz Eisenhower adaptada.

A Matriz de Eisenhower adaptada é justamente para você junto com seu time elencar a oportunidade pelo nível de certeza dos resultados esperados, e o time precisa estar junto.


Matriz PICK


Segue a mesma ideia da Matriz de Eisenhower só que tem adaptações que são necessárias. Para você encontrar também o que executar de uma maneira olhando para Oportunidade X Certeza, aqui olhamos para o Impacto X Esforço. No eixo Y temos Impacto, quanto mais proximo do 0 temos menos impacto no negócio e quando crescemos, temos impacto se localiza mais para cima no Eixo. No eixo X temos “Esforço”, quanto mais próximo do 0 é mnor o grau de esforço, e quando mais para direita, maior é o esforço a ser realizado.


Vamos ao exemplo abaixo:

Matriz PICK
Exemplo de uma Matriz PICK

ICE Score


ICE é uma das maneiras mais comuns para fazer a priorização de atividades. É basicamente uma maneira de pontuar a atividade proposta em três tópicos:


  • Impacto: Qual é o impacto positivo que essa iniciativa deve gerar para o négocio/produto (1–5).

  • Confiança: Qual é o nível de confiança de que o impacto esperado de fato ocorra (1–5).

  • Dificuldade: Qual é a dificuldade que a atividade proposta gera para o desenvolvimento do negócio/produto (Inversamente proporcional)(1–5).


Vamos ao exemplo:


ICE Score
Exemplo de tabela Ice.

Este é um exemplo que de como uma tabela de ICE Score deve ser concluído.


A melhor maneira é aproximar o time e fazer essa “eleição” em conjunto, para que o resultado esteja de acordo com a expectativa de como as atividades vão ser classificadas e priorizadas.


RICE Score


Maneira de pensar do ICE, só que com uma formulação bem diferente. Você tem que olhar agora para o Alcance, e multiplicar por Impacto e Confiança. Depois da multiplicação você de fato você vai dividir pelo esforço. Vamos aos elementos da equação:


  • Alcance: Número de pessoas que você está alcançando com a solução (número de pessoas).

  • Impacto: Assim como o ICE Score, impacto esperado da aplicação (1–5).

  • Confiança: confiança esperada para atingir os objetivos (1–5).

  • Esforço: Aqui uma diferença, do ICE Score para o RICE. É o esforço que o time precisa para realização da atividade. (1–5).


Então vamos a fórmula:


RICE Score
R= Alcance ; I = Impacto; C = Confiança; E = Esforço.

A melhor maneira é aproximar o time e fazer essa “eleição” em conjunto, para que o resultado esteja de acordo com a expectativa de como as atividades vão ser classificadas e priorizadas.


Conclusão


A ordem de priorização das atividades tem métodos e maneiras diferentes de se enxergar a execução.


MoSCoW é uma maneira de olhar as atividades que devem estar sendo feitas e não serem feitas.


Matriz de Eisenhower adaptada é quando você olha para oportunidade e certeza da entrega.


Já o PICK é para observar o Impacto pelo esforço que o time vai estar fazendo.


ICE Score é uma melhor maneira para ter um terceiro ponto de vista, observando o Impacto a Confiança da entrega com a dificuldade de cada objetivo.


RICE já olha para a quantidade de pessoas beneficiadas pelo produto/ negócio e busca fazer uma aproximação do ICE, apesar do E ser de Esforço e não Dificuldade como no método anterior.


Podemos falar que dependendo do objetivo da empresa, cada método de priorização pode ser adotado. Então, esses são algumas ferramentas que são muito utilizadas, mas você tem que escolher qual melhor encaixa nas suas demandas.


 

📚 Siga nossas redes:

0 comentário

Yorumlar


bottom of page